26 de abril de 2016

Miíase

O assunto de hoje tem a ver com a pele, mas não é exatamente do tipo de problema de pele do qual falo aqui  no blog. Você já ouviu falar em miíase??

É a popular bicheira. Que dá quando a mosca coloca ovos em uma ferida e eles viram um monte de larvinhas que se alimentam da pele/carne. Sim, eu sei, é nojento! Por isso não vou colocar fotos. Se quiser busquem no Google (por sua conta e risco).

Mas por que estou falando disso?!  Porque quando precisei saber mais sobre o assunto achei muita besteira. Então vou dividir minhas descobertas sobre o assunto. Mas vamos começar pelo começo! rs (senta que lá vem história!!)

Eu tenho um cachorro que está velhinho e com algumas verrugas (opera, tira, volta). Alguns anos atrás ele teve miíase. (Ahá! Você achou que eu que tinha tido miíase, né?! Mas humanos também podem ter.) Em uma ida ao banho e tosa, tosaram uma verruga sem querer. Quando o machucado estava sarando ele coçava e abria de novo. Até que um dia minha mãe notou de manhã que estava inchado. Ela me avisou assim que cheguei em casa então levei o cão ao veterinário. E aí começa o monte de informações erradas...

Veterinários podem entender bem de cachorro, mas não entendem nada de moscas. Ou entendem e querem nos deixar desesperados/ culpados para abrirmos a carteira mais facilmente...

miíase bicheira




A veterinária perguntou quando ele se machucou e eu respondi que fazia mais ou menos 1 mês. E ela me repreendeu por ter deixado o cachorro com bicheira por um mês, que ele devia estar sofrendo uma dor terrível e tal. Falei que minha mãe só tinha percebido naquela manhã. E ela reclamou por eu não ter levado ele mais cedo então. Eu sei o que você está pensando... É o mesmo que eu estava pensando naquele momento, que sou uma pessoa horrível e cruel. Mas calma, continue lendo.

Ele precisava ser operado para remover as larvas. E ela consultou a agenda, ela só poderia operá-lo dali dois dias.... E por ele ser velhinho precisava de uma anestesia diferente. Ligou para o anestesista que só poderia dali 3 dias. Ela receitou um remédio e me mandou voltar então dali 3 dias. Ahn... Até então ter esperado algumas horas era horrível, mas 3 dias era ok....

No dia seguinte ele estava meio muxoxo ainda então levei ele em um hospital veterinário, afinal eu já estava deixando o bichinho sofrer a um mês. Ele foi operado, tiraram todas as larvas, limparam, medicaram e principalmente me orientaram como cuidar dele. E a veterinária me mostrou as larvas e disse que pelo tamanho elas tinham de 1 a 3 dias. Eu fiquei assim "Oi?! Não é um mês???" Ou seja, quando levei ele na primeira veterinária ele tinha acabado de pegar essa coisa. Não deixei o bicho sofrendo um mês.

Cheguei em casa e pesquisei o bom Dr Google.... E não tem como as larvas terem um mês. O ciclo de vida da mosca é muito rápido. Continuei pesquisando para ver como evitar que ele pegasse isso de novo. E cheguei em uma entrevista com um veterinário, nela ele acusava os donos de descaso, falta de higiene e por aí vai.... Mas ensinar como evitar que é bom nada!

Primeiro, a mosca não é atraída só por sujeira. Comida fresquinha também atrai moscas (alho frito, churrasco...). Não tem como nos livrarmos totalmente delas. Engraçado foi quando a primeira veterinária estava falando que tenho que manter a casa limpa uma mosca veio passear dentro do consultório. Ela riu sem graça e falou que eles dedetizavam sempre... Ahã!

Então virei a fiscal das fezes, o cachorro agachava para fazer cocô e eu saia correndo para limpar (não que não limpasse antes, mas "só" limpávamos duas vezes por dia). E então um dia ele apareceu com a bochecha machucada. Não pensei duas vezes, coloquei ele no carro e levei para a (outra) veterinária. Ela examinou, limpou, limpou e nada de miíase, só um machucado que ela disse ser provavelmente por conta de uma picada de abelha. Ela receitou que eu desse o remédio para miíase preventivamente, já que estava um machucado aberto. Lá o remédio estava em falta, deixei o cachorro em casa e fui procurar em outros pet shops. Quando cheguei em casa (o quintal limpinho) vi que do lado do machucado tinha uma sujeirinha branca, tentei tirar e ela se esfarelou. Dei o remédio e liguei para a veterinária e ela disse que devia ser pus seco.

No dia seguinte... Tcharam! Miíase! Por conta do remédio estavam mortas já e eu as tirei com uma pinça. Mas o negócio branco eram ovos de mosca mesmo.

 Aqui uma foto de como são os ovos de mosca:

Miíase bicheira


De um dia para outro os ovos já viraram larvas. É tudo muito rápido. Então aprendi que o único jeito de evitar que o pet pegue miíase é vendo todos os dias se ele não tem essa meleca branca perto dos machucados. Se tiver, tirar tomando cuidado para não deixar entrar no machucado, lavar bem, passar um larvicida e colocar um cone da vergonha para que o cachorro não lamba o larvicida. Simples assim!

PS: Não estou de forma alguma minimizando esse problema, a miíase se demorar muito para tratar pode ser fatal. Só acho que os veterinários fazerem terrorismo e não explicarem direito como evitar essa praga, não ajuda em nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Vocês podem comentar anonimamente, mas por favor, coloquem algum nome fictício ou apelido!
Fico me sentindo meio boba nomeando todo mundo de Anon! rs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...